Probióticos: como obtê-los para nossa saúde!
.
Probióticos incluem uma série de bactérias (lactobacilus) e alguns fungos naturais do nosso organismo, e que se contrapõem aos agentes agressores (alimentos inflamatórios: leite de vaca, glúten, corantes, conservantes, adoçantes, açúcar branco, #agrotóxicos, etc, e elementos externos: poluentes, tinturas, plásticos, metais pesados, maquiagens, radiações, e outros), garantindo a correta eliminação de toxinas e gorduras do corpo e a absorção de micronutrientes.
Por isto que não adianta apenas ter uma alimentação e suplementação bacanas se o corpo não está absorvendo como deveria e nem sendo protegido contra bactérias invasoras causadoras de doenças.
.
O uso de probióticos reduz estatisticamente em 34% as infecções respiratórias e aumentam em 50% o sistema imunológico (Fonte: British Journal of Nutrition).
.
Inclusive são eles os responsáveis por refazer o epitélio intestinal que é lesionado após o uso de antibióticos e antiinflamatórios, além de serem os imunomoduladores do nosso organismo.
.
Após 3 dias de uso de antibiótico o nosso corpo leva 1 ano e meio para regenerar a sua mucosa intestinal e refazer a sua flora bacteriana saudável!
.
A sua suplementação nos dias de hoje está completamente relacionada à saúde, e em países como os EUA, isto já é a base dos tratamentos em que se busca Longevidade com Qualidade de vida.
.comprimidos
Há como se suplementar comprando em farmácias comuns e tomando em jejum (sempre!).
Porém como existem mais de 200 cepas diferentes, a reposição de cada uma delas é individualizada e depende de uma série de análises específicas para trazer todo o seu potencial benéfico, apesar de não haverem contra-indicações de seu uso, uma vez que estamos falando de microorganismos naturais do corpo humano.
Além dos diversos benefícios citados, hoje estão sendo utilizados e estudados como valiosa ferramenta no combate a células tumorais, a melhora da resposta cognitiva no autismo e déficit de atenção e no controle do colesterol e emagrecimento.
.
Como escolher o melhor probiótico para mim?
??Existem várias marcas no mercado (não é objetivo aqui citar marcas) e o importante é observar a quantidade de cepas (ideal acima de 5 bilhões, mas depende de cada pessoa, às vezes necessitando a reposição de mais de 100 bilhões) e os tipos de cepas, que são basicamente 2 tipos essenciais de bactérias: Bifidobacterium e Lactobacillus, além do fungo Scharomyces boulardii.
.
??Quanto maior a diversidade de cepas e a sua quantidade, mais funções aquele probiótico terá em seu organismo.
.
??Quando tomar?
Sempre em jejum (longe das refeições) – ao acordar ou antes de dormir preferencialmente.
.
??Como tomar?
Com água gelada, água com limão ou suco natural ou água de côco. Importante não ser com bebidas quentes pois eles podem desnaturar.
.
Espero que estas informações estejam contribuindo para você  cuidar melhor da sua saúde, afinal, como sempre digo, saúde é consciência!
                             
                                                                                          Um abraço, Dra Thaisa
Comentários Facebook
Facebook
Facebook
Instagram
YouTube
YouTube

Todos direitos reservados a Dra Thaisa Albanesi       (11) 4371-2786

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial