Estudos apontam que o consumo do Ômega 3 correto está fortemente associado a várias medidas de cognição e memória em numerosos estudos epidemiológicos, e existem evidências convincentes para um efeito de neuroproteção potente ao longo do tempo.30

 

Doença de Alzheimer continua a ser uma das neuropatologias mais intransigentes relacionadas com a idade. O dano oxidativo e a inflamação subjacente, a perda progressiva de memória e desorientação que tipificam a doença, resultando no termo “inflammaging” (inflamação+envelhecimento) para descrever os complexos eventos que levam a importantes

 

Sintomas clínicos.31 Ômega 3 tem mostrado que pode alterar favoravelmente algumas características associadas com a doença. DHA (1700 mg por dia combinado com 600 mg de EPA) em pacientes de Alzheimer reduziu significativamente os níveis de citosinas inflamatórias circulante no sangue, o que sugere que a inflamação do tecido cerebral pode ser atenuada.32

 

A suplementação de Ômega 3, novamente com 1.700 mg de DHA e EPA 600 mg, em pacientes de Alzheimer com grau leve a moderado da doença melhoraram o apetite e produziram aumentos significativos benéficos no peso corporal após 6 e 12 meses de tratamento nos pacientes, enquanto que o grupo placebo não mostrou qualquer alteração no peso.33    Essas descobertas levaram os especialistas a indicar o aumento do uso de Ômega 3 como uma estratégia preventiva. Isso se tornou ainda mais urgente pela observação de que a suplementação é mais eficaz em retardar ou reverter a doença de Alzheimer leve ou no início do declínio cognitivo relacionado com a idade.34

 O fundamento molecular para essa estratégia de intervenção precoce reside na patologia celular do Alzheimer: tratamento de células cerebrais em cultura com Ômega 3 suprime muitos dos primeiros sinais de danos provocados por proteína inflamatória de Alzheimer, conhecida como beta-amiloide.35 E estudos em animais sugerem que a suplementação oral com DHA pode aumentar a formação de novas sinapses e suas ramificações dendríticas, todas as quais podem melhorar a função cognitiva. 36 Na verdade, em modelos animais a doença de Alzheimer, aprendizagem e memória são melhoradas por suplementação de DHA, e em seres humanos menos erros de aprendizagem foram feitos por pessoas com declínio cognitivo relacionada com a idade após seis meses de DHA (900 mg por dia).37 38

 

  • 30 Cole GM, Ma QL, Frautschy SA. Omega-3 fatty acids and dementia. Prostaglandins Leuk# !sent Fatty Acids. 2009 AugSep;81(2-3):213-21.

 

  • 31 Fiala M. Re-balancing of inflammation and abeta immunity as a therapeutic for Alzheimer’s disease-view from the bedside. CNS Neurol Disord Drug Targets. 2010 Apr;9(2):192-6.

 

  • 32 Vedin I, Cederholm T, Freund Levi Y, et al. Effects of docosahexaenoic acid-rich n-3 fatty acid supplementation on cytokine release from blood mononuclear leukocytes: the OmegAD study. Am J Clin Nutr. 2008 Jun;87(6):1616-22.

 

  • 33 Irving GF, Freund-Levi Y, Eriksd#ter-Jonhagen M, et al. Omega-3 fatty acid supplementation effects on weight and appetite in patients with Alzheimer’s disease: the omega-3 Alzheimer’s disease study. J Am Geriatr Soc. 2009 Jan;57(1):11- 7.

 

  • 34 Florent-Bechard S, Desbene C, Garcia P, et al. The essential role of lipids in Alzheimer’s disease. Biochimie. 2009 Jun;91 (6):804-9.

 

  • 35 Ma QL, Yang F, Rosario ER, et al. Beta-amyloid oligomers induce phosphorylation of tau and inactivation of insulin receptor substrate via c-Jun N-terminal kinase signaling: suppression by omega-3 fatty acids and curcumin. J Neurosci. 2009 Jul 15;29 (28):9078-89.

 

  • 36 Freund-Levi Y, Eriksd#ter-Jonhagen M, Cederholm T, et al. Omega-3 fatty acid treatment in 174 patients with mild to moderate Alzheimer disease: Omega study: a randomized double-blind trial. Arch Neurol. 2006 Oct;63(10):1402-8.

 

  • 37 Chiu CC, Su KP, Cheng TC, et al. The effects of omega-3 fatty acids mon#herapy in Alzheimer’s disease and mild cognitive impairment: a preliminary randomized double-blind placebo- -controlled study. Prog Neuropsychopharmacol Biol Psychiatry. 2008

 

  • 38 Yurko-Mauro K. Cognitive and
Comentários Facebook
Facebook
Facebook
Instagram
YouTube
YouTube

Todos direitos reservados a Dra Thaisa Albanesi       (11) 4371-2786

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial